Os estudantes internacionais no Canadá são uma parte importante da economia do país, seja com os investimentos feitos nas instituições de ensino, seja atuando no mercado de trabalho durante e depois dos programas de estudos. Muitas dessas pessoas, tornam-se imigrantes economicamente ativos que, atualmente, representam um papel vital no crescimento do país. O número de estudantes internacionais do Canadá triplicou na última década, consolidando o país como um dos destinos mais procurados para estudos e os brasileiros configuram entre as dez nacionalidades que mais buscam o True North como destino. 

A província de Ontário, atualmente, é a província que mais atrai esses alunos, concentrando 48% da população estudantil internacional do Canadá. Em seguida, está British Columbia, com 23% e, em terceiro, o Quebec com 14%. De acordo com os dados do governo, a população estudantil internacional cresceu 13% em 2019, em comparação com o ano anterior, marcando mais um ano de alto crescimento. No geral, 404 mil estudantes internacionais tiveram seus vistos de estudo aprovados no ano passado e esse crescimento está sendo impulsionado pelo aumento global da classe média, o que resulta em mais estudantes buscando oportunidades educacionais no exterior e, em boa parte dos casos, imigração para outros países também. De acordo com a UNESCO, existem agora mais de cinco milhões de estudantes internacionais em todo o mundo. 

Por que o Canadá atrai tantos estudantes? 

Uma recente pesquisa mostrou que os estudantes internacionais escolhem o Canadá devido à qualidade da educação do país e também pela reputação de ser um local com uma sociedade multicultural e tolerante. Cerca de 60% dos estudantes internacionais também relataram que estão interessados em se tornar residentes permanentes no Canadá após seus estudos. 

O Canadá permite que os estudantes internacionais que estejam fazendo programas em colleges e/ou universidades possam trabalhar meio período durante seus estudos para que possam se sustentar financeiramente. E um dos pontos mais atrativos é que, em seguida, a depender da instituição, eles podem obter uma autorização de trabalho de pós-graduação (PGWP) para ganhar experiência de trabalho canadense em período integral, o que vai possibilitar a elegibilidade para várias opções de imigração.  

Outro ponto importante é que, embora os estudantes internacionais paguem mensalidades mais altas do que os canadenses, suas despesas gerais no Canadá são mais baratas do que em países como os EUA, França e Reino Unido. Um dos principais motivos para isso é que o dólar canadense é mais barato do que o dólar americano, a libra esterlina e o euro.  

Mercado de trabalho e Economia 

Os números do governo canadense mostram que os estudantes internacionais que se tornam imigrantes têm sucesso no mercado de trabalho e apresentam resultados muito fortes na economia canadenses. Entre alguns dos motivos estão a faixa etária, o grau de educação, a experiência de trabalho e o fato de que falam inglês e/ou francês fluentemente. O impacto anual imediato desses estudantes é de $22 bilhões. 

Os números mostram ainda que metade dos estudantes internacionais do Canadá esperam construir uma vida no país. Em 2019, por exemplo, o Canadian Experience Class, que é projetado para estudantes internacionais e trabalhadores estrangeiros temporários com experiência de trabalho canadense, representou 34% dos que se tornaram imigrantes por meio do Express Entry

A população estudantil internacional do Canadá deve continuar a crescer e isso significa que as instituições de ensino canadenses continuarão a recrutar estudantes internacionais. 

Além disso, o governo canadense tem estratégias de educação internacional onde visa diversificar os países de origem dos estudantes. O Brasil, inclusive, faz parte de uma lista de países prioritários dentro dessa estratégia.  

Os estudantes internacionais no Canadá são uma parte importante da economia do país, seja com os investimentos feitos nas instituições de ensino, seja atuando no mercado de trabalho durante e depois dos programas de estudos. Muitas dessas pessoas, tornam-se imigrantes economicamente ativos que, atualmente, representam um papel vital no crescimento do país. O número de estudantes internacionais do Canadá triplicou na última década, consolidando o país como um dos destinos mais procurados para estudos e os brasileiros configuram entre as dez nacionalidades que mais buscam o True North como destino. 

A província de Ontário, atualmente, é a província que mais atrai esses alunos, concentrando 48% da população estudantil internacional do Canadá. Em seguida, está British Columbia, com 23% e, em terceiro, o Quebec com 14%. De acordo com os dados do governo, a população estudantil internacional cresceu 13% em 2019, em comparação com o ano anterior, marcando mais um ano de alto crescimento. No geral, 404 mil estudantes internacionais tiveram seus vistos de estudo aprovados no ano passado e esse crescimento está sendo impulsionado pelo aumento global da classe média, o que resulta em mais estudantes buscando oportunidades educacionais no exterior e, em boa parte dos casos, imigração para outros países também. De acordo com a UNESCO, existem agora mais de cinco milhões de estudantes internacionais em todo o mundo. 

Por que o Canadá atrai tantos estudantes? 

Uma recente pesquisa mostrou que os estudantes internacionais escolhem o Canadá devido à qualidade da educação do país e também pela reputação de ser um local com uma sociedade multicultural e tolerante. Cerca de 60% dos estudantes internacionais também relataram que estão interessados em se tornar residentes permanentes no Canadá após seus estudos. 

O Canadá permite que os estudantes internacionais que estejam fazendo programas em colleges e/ou universidades possam trabalhar meio período durante seus estudos para que possam se sustentar financeiramente. E um dos pontos mais atrativos é que, em seguida, a depender da instituição, eles podem obter uma autorização de trabalho de pós-graduação (PGWP) para ganhar experiência de trabalho canadense em período integral, o que vai possibilitar a elegibilidade para várias opções de imigração.  

Outro ponto importante é que, embora os estudantes internacionais paguem mensalidades mais altas do que os canadenses, suas despesas gerais no Canadá são mais baratas do que em países como os EUA, França e Reino Unido. Um dos principais motivos para isso é que o dólar canadense é mais barato do que o dólar americano, a libra esterlina e o euro.  

Mercado de trabalho e Economia 

Os números do governo canadense mostram que os estudantes internacionais que se tornam imigrantes têm sucesso no mercado de trabalho e apresentam resultados muito fortes na economia canadenses. Entre alguns dos motivos estão a faixa etária, o grau de educação, a experiência de trabalho e o fato de que falam inglês e/ou francês fluentemente. O impacto anual imediato desses estudantes é de $22 bilhões. 

Os números mostram ainda que metade dos estudantes internacionais do Canadá esperam construir uma vida no país. Em 2019, por exemplo, o Canadian Experience Class, que é projetado para estudantes internacionais e trabalhadores estrangeiros temporários com experiência de trabalho canadense, representou 34% dos que se tornaram imigrantes por meio do Express Entry

A população estudantil internacional do Canadá deve continuar a crescer e isso significa que as instituições de ensino canadenses continuarão a recrutar estudantes internacionais. 

Além disso, o governo canadense tem estratégias de educação internacional onde visa diversificar os países de origem dos estudantes. O Brasil, inclusive, faz parte de uma lista de países prioritários dentro dessa estratégia.  

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *